Matérias

Cuidados na relação dentista X paciente

Postado por:  Silmara Mary V. Halla

Sempre que houver falhas nos tratamentos por falta de comprometimento, uso de material inadequado, procedimento mal realizado e qualquer outra forma de irresponsabilidade, assume-se que a culpa é do dentista.

Mas nem tudo pode se tornar responsabilidade do profissional. Há alguns casos em que a culpa é exclusiva do paciente, como na situação do pós-tratamento. Se a pessoa deixa de seguir as orientações dadas pelo seu dentista, o resultado pode apresentar danos, o que caracteriza uma falha exclusiva dela.

Para garantir um trabalho eficiente e de boa qualidade, é preciso que o odontólogo:

1. Forneça ao paciente todas as informações, de forma objetiva e esclarecedora, sobre os tratamentos a serem aplicados, destacando riscos, efeitos colaterais e outras variáveis;

2. Documente todos os passos e tenha um prontuário completo do paciente (anamnese, odontograma, relatório da evolução clínica do tratamento e de possíveis intercorrências, contrato de prestação de serviços odontológico, radiografias) e salve em um lugar seguro para proteger seu trabalho e usar os dados como prova, caso venha a ser necessário;

3. Mantenha-se sempre atualizado em relação a procedimentos, técnicas e o quadro do paciente, apresentando sugestões àquele que está sendo submetido ao tratamento;

4. Promova um suporte efetivo e acompanhe o paciente, desde o atendimento na primeira consulta até o pós-tratamento;

5. Mantenha o local sempre higienizado para infecções.

A Rebouças Advogados se coloca à disposição para o que necessário for.



Gostaria de receber nossas publicações?